Visita Oficial do Embaixador Yamada aos estados do Amazonas e de Roraima

          O Embaixador Yamada realizou as visitas oficiais aos estados do Amazonas e de Roraima nos dias 11 a 15 de março do corrente ano.

          No dia 11 de março, guiado pelos representantes da JICA e do INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, o embaixador visitou a Torre de Observação localizada na ZF-2 (Zona Franca 2). A torre, de 40 m de altura construída há 40 anos estava deteriorada, portanto foi reformada com o apoio da JICA e reinaugurada em julho de 2017. Atualmente está sendo utilizada por pesquisadores de várias áreas (aves, insetos, mamíferos, florestais) do INPA como observatório da flora e da fauna. A intenção é que futuramente seja utilizada para o ecoturismo.
 



          No dia 12 de março, o embaixador fez visitas de cortesia ao governador do estado do Amazonas Wilson Lima e ao prefeito do município de Manaus Arthur Virgílio Neto e conversaram sobre os eventos comemorativos dos 90 anos da Imigração Japonesa na Amazônia e sobre as atividades das empresas japonesas no Polo Industrial. Logo após, o embaixador visitou as fabricas da Panasonic e da Moto Honda para conhecer suas atividades e contribuições na Zona Franca de Manaus.
 

 

 



          No dia 13 de março de manhã, o embaixador visitou a Escola Estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista (Português – Japonês), onde foi recebido com danças japonesas de boas-vindas. Visitou as classes com aulas de japonês. Nesta escola, as aulas de matemática e ciências também são ministradas nesse idioma, além de realizarem eventos culturais do Japão relacionados às estações do ano como o Hinamatsuri (festividade para as meninas, em março).
 



          No mesmo dia, o embaixador Yamada viajou para Boa Vista, Roraima. Em Boa Vista, após uma visita de cortesia ao governador de Roraima Antonio Denarium, o embaixador participou da cerimônia de assinatura do contrato do “Projeto de Aquisição de Equipamentos Médicos para o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré” promovido pelo Consulado-Geral do Japão em Manaus. Foi aprovada a doação do valor de 77.410 dólares americanos para a compra de equipamentos e materiais médicos, tais como bombas de seringas, bombas de infusão volumétricas, laringoscópios e reanimadores manuais neonatais. O governo do Japão aprovou este projeto atendendo à solicitação de Roraima para melhorar o atendimento da população roraimense. Com o aumento da demanda, principalmente de gestantes venezuelanas em estado de vulnerabilidade por causa da crise na Venezuela, a população local está sofrendo com essas consequências. Desse modo, o Japão está disposto a continuar a assistência humanitária para os venezuelanos incluindo os imigrantes e refugiados. Atualmente, o governo do Japão está avançando no diálogo com organizações internacionais para realização de apoio humanitário aos imigrantes e refugiados.

          Logo após esta cerimônia, o embaixador visitou de cortesia a sede da Operação Acolhida em Boa Vista, que acolhe os imigrantes e refugiados. O embaixador ouviu do seu representante, explicações sobre suas atividades e a situação atual.
 

 

 



          À noite, o embaixador participou da confraternização realizada pela Associação Nipo-Brasileira de Roraima (ANIR) e aproveitou a oportunidade para visitar a sede construída por meio do “Projeto de Construção do Centro Cultural da Associação Nipo-Brasileira de Roraima” como parte da Assistência a Projetos Comunitários de Cultura. Estiveram presentes nesta confraternização o governador Denarium e a Primeira-Dama e conversaram sobre a história da comunidade nipo-brasileira em Roraima bem como das atividades comemorativas dos 90 anos da imigração japonesa na Amazônia.
 



          No dia 14 de março de manhã, o embaixador visitou as instalações de uma ONG que apoia os imigrantes e refugiados venezuelanos. Neste local, são oferecidas educação musical e outras atividades às crianças, além de registros para entrada no país. O embaixador foi recebido pelas crianças com uma apresentação musical.
 



          À tarde, o embaixador visitou Pacaraima, município que faz fronteira com Venezuela. Junto com a Operação Acolhida e representantes de organizações internacionais, visitou a fronteira e instalações para acolher os imigrantes e refugiados. A fronteira continua fechada, portanto, poucas pessoas transitavam no local. Porém, havia vários venezuelanos nas instalações procurando ajuda. Estas instalações funcionam em cooperação com as forças armadas brasileiras, organizações internacionais, governo estadual, polícia militar, médicos, enfermeiros e ONGs, onde apoiam os imigrantes e refugiados em diversas áreas para que eles possam reconstruir suas vidas no Brasil.